A Região Norte de Botucatu será contemplada com a construção de mais de 700 novas casas populares. O empreendimento será construído pela Ecovita Construtora, no prosseguimento da Avenida Júlio Vaz de Carvalho, no Jardim Continental. Os terrenos terão 200 metros quadrados, sendo 44 de área construída.

A construtora responsável pela obra já deu entrada na documentação para a viabilização da mesma. A realização só será possível graças a aprovação do novo Plano Diretor Participativo, aprovado na última segunda-feira,02, na Câmara dos Vereadores.

“Estamos muito felizes, porque faz muito tempo que batalhamos por um empreendimento na Região Norte. Estas casas são aguardadas há anos e só foram viabilizadas depois da aprovação do novo Plano Diretor de Botucatu, que expandiu a área urbana do Município”, explica José Carlos Broto, Secretário Municipal de Habitação.

As casas estão compreendidas na faixa 1,5 de financiamento da Caixa Econômica Federal e terão subsídio de até R$ 31 mil. A intenção da Construtora é investir cerca de R$ 100 milhões neste empreendimento.

“A parceria com a Prefeitura de Botucatu está permitindo este investimento mesmo com momento difícil da economia do País. Estamos muito satisfeitos em contribuir com a realização do grande sonho das pessoas, que terão mais uma chance de ter a casa própria”, afirma o diretor da Ecovita, Olair Ribeiro Filho.

A comercialização das casas acontecerá a partir de janeiro de 2018. O início da construção do empreendimento está previsto para o segundo semestre do ano que vem.

Mais casas para a Região Sul

 A Região Sul também será contemplada com a construção de mais 350 casas populares. O empreendimento Ecovilla, também idealizado pela Ecovita Construtora, tem o início das obras programado para o segundo semestre de 2018. Ele estará localizado entre a Cohab do SESI e o Altos da Serra.

“Com estes três empreendimentos realizados pela Construtora (Paratodos, Ecovilla, e o empreendimento na Região Norte) teremos aproximadamente 1,5 mil casas, ficando muito próximos da nossa meta de Governo, que é construir 2 mil em quatro anos”, comemora o Prefeito Mário Pardini.

Além de novas casas, novas escolas

Além da construção de novas casas na Região Norte, o novo residencial terá uma escola de tempo integral para atender crianças do Ensino Fundamental II da Rede Municipal de Ensino.

“Esta é uma parceria que estamos fazendo com os novos empreendimentos na cidade. Para cada novo conjunto habitacional, a empresa fornece a mão de obra para a construção de uma escola em tempo integral. Desta forma, conseguiremos a universalização do ensino em período integral, no segundo grau, que também é uma meta do nosso Governo”, explica Pardini.

A mesma parceria já está garantindo a construção de uma escola no Residencial Maria Luiza, que atenderá toda a Região Sul, incluindo os futuros moradores do Residencial Paratodos. A Ecovilla, empreendimento que será feito na Região Sul da Cidade, também receberá uma escola de tempo integral. (Jornal Acontece Botucatu)

 

Últimas Notícias : Pages : FM Integração