A Guarda Civil Municipal (GCM) foi acionada por um rapaz nessa terça-feira (3), por volta das 10h, que havia encontrado o corpo de um homem carbonizado, em meio a um pasto no final da rua Joaquim de Oliveira Leitena na região da Cohab II, no Jardim Peabiru, em Botucatu. O local é usado como depósito de entulhos e materiais de construção.

A Polícia Técnica Científica foi acionada para fazer a perícia no local e depois o cadáver foi encaminhado à necropsia.

O delegado da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), Celso Olindo, informou que foi instaurado um inquérito policial para investigar morte suspeita. "Não descartamos nenhuma hipótese, inclusive que essa pessoa pode ter sido assassinada e deixada nesse terreno", informou.

O corpo, que ainda não havia sido identificado, estava bastante consumido pelo fogo e tinha uma tatuagem no abdome (desenho de uma fênix), lesão na cabeça, provavelmente, com suspeita de ter sido causado por um facão. A vítima teve o braço esquerdo arrancado (não foi encontrado a outra parte no local), vários ossos quebrados e sua calça estava arriada.

Segundo o delegado, no bolso havia um chaveiro com formato da Torre Eiffel e a fivela do cinta havia a inscrição "Jack Daniel". 

O delegado da DIG, Geraldo Franco Pires, que esteve no local onde foi encontrado o corpo, declarou ao site Alpha Notícias que está diante de um assassinato com requintes de crueldade e não descarta a hipótese de que o crime, pelas suas características, teria sido cometido por vingança, provavelmente dívida com drogas ou algum caso de abuso sexual.  Fonte: JCnet

Últimas Notícias : Pages : FM Integração