O Blog Cornetando recebeu no dia de ontem diversas reclamações a respeito do reembolso do transporte escolar, repassado pela Prefeitura de São Manuel aos estudantes que cursam faculdades em outras cidades (cursos que não são ministrados em nossa cidade).

POIS BEM. Segundo apurou o Blog, a atual administração estuda uma forma de realizar esse reembolso de forma mais justa, selecionando os alunos por classe sócio-econômica. Dessa forma, um maior número de alunos receberiam o benefício, já que, quem tem condições financeiras receberia menos e quem não tem, receberia mais.

Durante campanha eleitoral de 2016, o Prefeito Ricardo Salaro (ele mesmo um Professor), dizia que o reembolso não só não seria cortado, como o benefício seria ampliado aos estudantes de São Manuel. Isso foi feito, com a inclusão do reembolso também aos estudantes de Aparecida que estudam na FMR e aos estudantes do Cursinho da Unesp de Botucatu.

OK, ok, ok.

MAS... segundo reclamações, o reembolso que deveria ter sido pago mês passado, ainda não teria sido repassando e, PASMÉM senhores e senhoras, estamos já no dia 04/10!!!

Uma aluna que recebe o benefício nos passou o seguinte: ela esteve na Prefeitura e lá ouviu que a atual administração está com dificuldades em fazer o repasse por falta de grana e que algum tipo de remanejamento deve ocorrer para suprir a demanda.

No Facebook já é visível a insatisfação com o atraso. Várias postagens buscam esclarecimentos sobre o atraso.


ENQUANTO ISSO...


O Blog ainda vai confirmar essa informação, mas... segundo nos relataram ontem, o orçamento anual da Prefeitura para 2018, enviado à Câmara Municipal para apreciação e votação, consta como empenho para reembolso escolar 01 MILHÃO DE REAIS!!!

Ou seja: para este ano (2017), a ex-administração constou em orçamento pouco mais de 1.600.000,00.

A PERGUNTA É: se novos alunos terão direito ao reembolso, como a Prefeitura fará o repasse se no orçamento constará um valor menor?

Ao que tudo indica, novas regras do reembolso de transporte escolar vêm aí para diminuir a carga e aliviar os cofres da Prefeitura!

A análise e a constatação são óbvias. Se fosse uma empresa privada, cuja única meta é o lucro, talvez a maioria das medidas que vêm sendo adotadas, serviriam para rechear os cofres. No entanto, uma Prefeitura é um orgão público e, como tal, precisa visar o bem de toda uma comunidade.

Afinal, de que adianta os cofres estarem cheios, se a insatisfação popular só aumenta diante da falta de remédios, licitações suspensas, reembolsos atrasados, obras paradas, denúncias na Câmara, etc?

Como já deixei claro aqui, acredito na capacidade administrativa de Ricardo Salaro e na 'ginga' política do Major Rubin. Acredito nessa dobradinha entre o administrador e o político, cada um trabalhando em sua área, especificamente.

Mas os ventos que sopram da Casa Branca estão tão rarefeitos que, até segunda vista, até o momento, o que se vê e se sente é uma série de medidas impopulares e que não têm surtido efeitos.

Resta saber se eles virão... Torcemos por isso. Mas paciência tem limites. O pavio é curto. E ele já foi aceso... Fonte:Sandro Dalio.

NOTA de esclarecimento sobre atraso no reembolso escolar

Informamos que todos os alunos beneficiários do reembolso de transporte serão ressarcidos e que realmente o reembolso referente ao mês de agosto está atrasado. O setor de Contabilidade está reorganizando o orçamento para esse fim que extrapolou o previsto (lembrando que o orçamento foi feito em 2016), principalmente, porque, no início do ano, a Administração efetuou o pagamento de duas parcelas atrasadas de 2016.
Para que isso seja feito, é preciso realizar uma suplementação orçamentária, ou seja, tirar de um lugar para inserir na dotação do reembolso. Essa ação precisa ser aprovada pela Câmara dos Vereadores. Esses trâmites já estão sendo agilizados pela Prefeitura!

Últimas Notícias : Pages : FM Integração